3 de janeiro de 2015

Fangirl

[muito bom]

Eu recomendo: Fangirl
Autora: Rainbow Rowell 
Editora: Novo Século

Sinopse:
Cath e Wren são irmãs gêmeas, idênticas fisicamente, mas com personalidades muito distintas. Enquanto Cath mantém o seu amor pelo seu personagem de livro preferido, o Simon Snow, mesmo mais velha, e ainda escreve fanfics, usa roupa, cola pôsteres dele por todos os lados, a Wren que também gostava dele quando mais nova, deixou essa fixação de lado. Enquanto Cath é mais quieta, tímida, introvertida, sua irmã é extrovertida, sempre se torna amiga de todos e todos a adoram. Agora na faculdade Wren decidiu seguir sua vida longe da irmã, fez um corte de cabelo radical, escolheu aulas diferentes e anunciou que não dividirá o dormitório com a irmã. Cath se vê longe da sua melhor amiga de toda a vida, dividindo o quarto com uma estranha, com medo de deixar o quarto, sem fazer qualquer novo amigo. Isso é apenas o começo, ela ainda vai se afastar totalmente da irmã que começará a beber além da conta, terá seu coração partido, verá o pai problemático surtar e a mãe que a abandonou querer se reaproximar.

Meu cantinho:
Foi inevitável ler esse livro e não comparar com o outro trabalho da escritora: Eleanor&Park. Na verdade eles são livros bem distintos em quase todos os aspectos. Enquanto Eleanor&Park era uma leitura aparentemente leve que escondia problemas de uma magnitude absurdamente pesada, que me surpreendeu muito e que eu gostei bastante (apesar da minha birra com Eleanor no final); Fangirl é um livro mais leve que esconde diversos problemas familiares, mas ao meu ver não tão pesados quanto o do outro trabalho da autora. Na verdade, eu acredito que os maiores problemas da personagem principal eram dilemas internos, e o problema mais agravante que foi bebida alcoólica em excesso, foi envolvendo a irmã dela. Se me perguntarem, apesar da minha birra com algumas atitudes de Eleanor, eu ainda prefiro o livro dela do que Fangirl. Acredito que isso seja pelo peso do enredo, mas Fangirl também é muito bom ao seu modo, na realidade, maravilhoso diante do que ele se propõe.
Agora vou contextualizar melhor. O livro começa apresentando essas duas irmãs gêmeas, a Cath e a Wren. A Cath é simplesmente louca pelo Simon Snow. Simon é um personagem de um livro que habita um mundo mágico, a verdade é que ele é muito semelhante a ideia de Harry Potter. O legal é que antes de cada capítulo a Rainbow escreve um trecho de algum capítulo do livro ou de uma fanfic relacionado a esse livro (para quem não sabe fanfic são histórias que os fãs escrevem). No final o leitor acaba curioso para saber o que acontece nesse livro dentro do livro! Voltando. A Cath é louca pelo Simon Snow: roupas, pôsteres, louça, livros, bonecos, tudo o que você puder imaginar. Além disso, ela tem uma fanfic muito famosa, acompanhada por milhares de fãs da saga original. No começo, sua gêmea e melhor amiga Wren escrevia com ela, mas as coisas foram mudando com o passar do tempo e o interesse dela diminuiu. A verdade é que as duas são idênticas fisicamente, mas muito diferentes de personalidade. Cath é mais tímida, introvertida, não conseguiu abandonar a paixão por Simon Snow mesmo agora que está indo para a faculdade. Tem uma namorado há quase três anos e eles tem conversas educadas e um relacionamento que não está nem um pouco perto de ser uma paixão avassaladora. Wren deixou a fixação por Simon Snow e está concentrada na faculdade, é comunicativa, extrovertida, faz amizade rápido. Agora que vai entrar na faculdade ela decidiu se diferenciar de vez de Cath, escolheu disciplinas diferentes, cortou o cabelo e o principal: disse que não quer dividir o alojamento com a irmã. Cath levou um tremendo baque e não sabe como reagir, Wren vai se afastando cada vez mais dela, parece só querer saber festar e beber. Cath fica constantemente preocupada com o pai, ele as criou desde pequenas (quando sua mãe as abandonou), mas a verdade é que ele tem a mente fraca e às vezes se enfia no trabalho e esquece de comer, dormir, de cuidar de si. Agora na faculdade ela está sempre preocupada como está se virando sozinho em casa. Ela frequenta suas aulas e gosta muito de algumas, mas a verdade é que praticamente não socializa e não tem amigos. Ela passa a comer barrinhas de cereais que trouxe de casa no lugar das refeições simplesmente porque não sabe onde é o refeitório e nunca perguntou a ninguém! Eu confesso que Cath me angustia às vezes, mas isso é porque eu já fui muito parecida com ela, o tipo inibida e medrosa. Mas isso também significa que me identifiquei absurdamente com Cath e pude entende-la muito bem, o que foi muito bom durante a leitura.
Cath esta vivendo na faculdade com todos esses problemas se acumulando: a preocupação com o pai, a irmã que se tornou uma estranha, a colega de quatro esquisita (mas de quem até fica amiga), a disciplina que ela ama mas com a qual tem um grande bloqueio perto do fim, a saga de Simon Snow que finalmente está chegando ao seu volume final, o que significa que Cath tem que conciliar todos esses problemas e arrumar tempo para escrever sua fanfic e finalizá-la antes do livro real ser publicado. Lógico que no meio disso tudo ainda existe um garoto absurdamente fofo por quem ela se apaixona, mas além das próprias barreiras que ela tem, ele ainda comete erros que vão magoá-la profundamente. Na verdade, eu acho que acabei ficando ainda muito mais ressentida com ele do que a própria Cath! E para finalizar, a cereja do bolo: a mãe que abandonou ela quando criança deseja se reaproximar dela, mas Cath é incapaz de suportar a presença dessa mulher que não a amou o suficiente para ficar ao lado dela quando ela tanto precisou.
Os personagens secundários são simplesmente maravilhosos. Eu ri em diversas momentos apesar de nem sempre a situação ser uma das mais simples para Cath. O livro é gostoso, não dá vontade de parar de ler! Eu ainda acho que faltou um fechamento para a história do Simon Snow, mas eu gostei muito de ver todo o amadurecimento que Cath teve no decorrer desse livro. Absurdamente incrível.

Volume único.

2 comentários:

  1. Concordo com tudo o que você falou, Fangirl é maravilhoso mesmo! E não tinha parado antes pra comparar esse livro com Eleanor & Park, e se você for pensar, até mesmo a escrita da autora ficou diferente. Em Fangirl é mais leve, divertida, e acho que a intenção era até essa mesma, que a história fluisse e a gente quisesse entrar no mundo do Simon também haha

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem post novo no blog de "A Lista de Brett", vem conferir!

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho um amor eterno e supremo por Fangirl.
    Quero ler Simon Snow, ser amiga da Reagan, pegar o Levi e dar um soco na Wren, hahaha.
    Agora quero ler Eleanor&Park, já sabendo que vou odiar a Eleanor, e Anexos.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir