23 de junho de 2011

Sangue Quente

««««««
[ótimo]

Eu recomendo: Sangue Quente.
Autor: Issac Marion
Editora: LeYa

Sinopse:
R. é um zumbi, ele não lembra quem era, seu nome, mas sabe que deveria começar com a letra “R”. Ele também não sabe o que aconteceu, como se transformou ou porque, zumbis também não consegue ler então ele não conseguiria achar a resposta mesmo que tentasse, mas isso não tem real importância já que seus pensamentos são vagos e logo ele esquece tudo. A única certeza que tem é quando tem fome. Quando numa caçada R. mata Perry e come seu cérebro ele absorve lembranças da vida dele e de sua namorada: Julie. Ela também está nesse grupo de humanos que foi abordado, ainda está viva, e resistindo ao impulso de comê-la ele consegue disfarçá-la com o sangue de zumbis mortos, encobrindo seu cheio de viva e a leva para o aeroporto. Julie assustada aos poucos começa a perceber que R. não é normal e se aproxima dele, mas os zumbis mais velhos, conhecidos como Ossudos, ao descobrir Julie entre eles decidem matá-la, coisa que R. não permitirá. Mal sabe ele que seu relacionamento com Julie acarretou mudança entre os mortos-vivos e que isso pode ser uma cura para essa praga.

Meu cantinho:
Sangue Quente tinha tudo para ser um livro ruim, ou no mínimo muito esquisito, afinal é uma história louca, narrada por um zumbi que não consegue pensar claramente, nem formar frases com mais de quatro palavras. Entretanto, Sangue Quente se mostrou um livro extremamente diferente e interessante que me impressionou! Essa editora particularmente lança livros estranhos mas surpreendentes, como é o caso desse livro, de A menina que não sabia ler e Desastre.
Eu já tinha lido sinopses do livro e quando comecei de fato a lê-lo pensei que R. deveria ser o Romeu de Shakespeare que tem uma segunda chance e volta como zumbi, que enfrenta diversos problemas (novamente) para poder ficar com Julie(t). Lógico que o livro se mostrou mais que uma historinha de amor.
O livro é muito diferente, um zumbi, que apesar de narrar a história toda e descrever pensamentos até certo ponto complexos, não consegue na realidade pensar com clareza e se comunicar. Os zumbis não são pessoas burras, que apenas ficam grunindo e falando “cérebro”, eles fazem isso, mas também fazem outras coisas. Eles conseguem formar frase, algumas vezes incompletas, e sempre pausam para falar, mas ainda assim conversam. Alguns até tem sendo de humor, como o amigo de R., o M. Eles constituem família, se casam (o encontro de sua esposa e casamento de R. é o mais rápido da história da humanidade) e depois recebem filhos (crianças zumbis), que vão a escola e precisam ser educadas, para aprender a melhor forma de matar os Vivos. R. faz parte da “comunidade do aeroporto”, e cada um mora em algum lugar específico, sejam nos banheiros, portões, etc. Na realidade, eles tem uma vida bem organizada, quando saem para caçar trazem os restos para os demais que ficaram no aeroporto e até capturam alguns vivos para ensinar as crianças. Como vocês podem perceber é tudo muito surreal, mas tão bem construído que encanta o leitor!
As mudanças que R. vai sofrendo por estar com Julie são incríveis, as mudanças que os outros também vão sofrendo é surpreendente. As coisas que R. faz para ficar perto de Julie e mantê-la segura fornece aos leitores uma esperança de que no final tudo pode acabar bem. A história é de fato muito única, inédita e interessante. É uma história futurista, que envolve mundo pós-apocalíptico, zumbis (que narram a história), lutas, guerras, perseguições, desespero, humor, questões existênciais, e uma pitada de romance (nada extremo), mortos-vivos, alguns vivos quase mortos e uma quantidade de momentos surpreendentes. Há uma combinação de fatores opostos que torna a narrativa nada menos do que viciante. Recomendo!
Li algumas opiniões e vi uma crítica quanto ao final do livro, muitos falam que é “fraco”, mas não vi nada de fraco, acho que é um final com “esperança”, que deixa algumas questões em abertos de como inúmeros problemas serão resolvidos, mas eu gostei! Às vezes finais diferentes e sem esperança (como em alguns livros do Stephen King) tornam a história muito melhor, mas nesse caso eu realmente torcia por um final melhor.

Volume único.

Obs: Pessoal, acho que não vou poder aparecer por aqui até a semana que vêm, estou no final do semestre e tenho muitos trabalhos para entregar! Mas logo acabo tudo, chegam as férias e eu volto a postar regularmente!

8 comentários:

  1. vontade imensa de ler esse livro, só falta o necessário - comprar!

    J.
    -The Eater of Books

    ResponderExcluir
  2. interessante mesmo. ver o mundo pelos olhos de um zumbi, bem diferente das historias tradicionais.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Ai morri de vontade de ler!
    Adorei seu blog!
    Tenho só um problema, não consigo te seguir, nem da pra ver a sua lista de seguidores :'(

    ResponderExcluir
  4. Anne
    para mim aparece a parte de seguidores normal
    tentar dar f5 para ver se aparece :x
    se vc naum conseguir me avisa, por favor?
    brigada ^^

    ResponderExcluir
  5. Gostei da sua resenha. inclusive eu havia recomendado que você lesse esse livro, pois eu tinha lido e gostei muito. outros livros que gostaria de vê sua resenha é caminhos da noite e noites febris.
    Samir Andrade - fortaleza/ce

    ResponderExcluir
  6. OI !!!
    PASSANDO PARA TE AVISAR QUE TEM PROMOÇÃO NOVA NO BLOG!!! VOU SORTEAR UM EXEMPLAR DO LIVRO NEMÊSIS. FICAREI MUITO FELIZ SE PARTICIPAR:http://amorimortall.blogspot.com/2011/06/promocao-sorteio-de-um-exemplar-do.html
    E SE PUDER ME AJUDE A DIVULGAR, POR FAVOR.
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  7. Segunda resenha de sangue quente que leio hoje, e tenho que dizer! Vocês me levarão à falência. Sério. Estou desvairada para comprar esse livro ;~

    Beijos
    Conjunto da Obra

    ResponderExcluir
  8. Eu acho a história desse livro TÃO interessante! Normalmente não me interessaria, mas tanta gente fala bem que fiquei com vontade de ler! Adorei saber mais sobre os Zumbis na sua resenha!
    Natália Maia - viciadasemlivros.wordpress.com

    ResponderExcluir